na categoria Notícias

O Conselho da Justiça Federal (CJF) já entrou na era da inteligência artificial! Lançado na sessão do CJF desta segunda-feira (24), o robô Lia (Lógica de Inteligência Artificial) é uma plataforma de Inteligência Artificial (IA) criada para responder dúvidas dos usuários no portal do CJF. O aprendizado de máquina (em inglês, machine learning) baseia-se na ideia de que sistemas podem aprender com dados, identificar padrões e tomar decisões com o mínimo de intervenção humana.

De acordo com o presidente do CJF e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, usuários, magistrados, advogados e servidores serão beneficiados com o advento do sistema que passa por fase de testes e será disponibilizado em breve para o público externo.

“A inteligência artificial, hoje, é um programa que nós temos que colocar dentro da Justiça. O STJ já iniciou o seu Projeto Sócrates e agora temos também na Justiça Federal”, disse o magistrado, antecipando também que convocará em agosto uma reunião com servidores da área de Tecnologia da Informação para discutir um padrão de uso da inteligência artificial que se adeque à realidade de todos os Tribunais Regionais Federais.

Lia

Os principais objetivos da nova ferramenta, idealizada e desenvolvida pela Subsecretaria de Engenharia de Software da Secretaria de Tecnologia da Informação do CJF (SUSOF/CJF), são facilitar o acesso à informação e propiciar uma melhor interação com o usuário, além de centralizar e estruturar o conteúdo armazenado no site do CJF.

Na fase inicial, o robô fará consultas à agenda funcional e responderá perguntas frequentes realizadas para a Ouvidoria. De acordo com os criadores do sistema, a intenção é que a Lia colete informações e gere novos dados, adaptando-se, assim, às necessidades do usuário. “Demos à interface uma cara nova e integramos as informações em uma única plataforma. Agora, é possível fazer várias coisas em um chat, por exemplo”, explicou o servidor Diogo Alves Araújo.

Motivação

A ideia de produzir o novo produto surgiu após a apresentação do Programa de Desburocratização e Simplificação da Justiça Federal, o FLUI JF, aos servidores do CJF. O programa, lançado em março, visa incentivar e captar práticas e casos de sucesso na JF que facilitem procedimentos judiciais, extrajudiciais e de administração judicial.

“O FLUI JF foi uma inspiração que nos levou à reflexão de ter uma postura mais proativa, de trazer uma solução em vez de ficar esperando o usuário demandar algo para a gente”, complementou o chefe da Seção de Suporte à Engenharia de Software do CJF (SESUPE/CJF), Marcelo Barreto de Arruda.

Para o futuro, a equipe planeja aperfeiçoar ainda mais a plataforma, incluindo uma versão desktop, aplicação mobile, integração com outros sistemas e reconhecimento vocal. O projeto também contou com o apoio da Subsecretaria de Tecnologia e Infraestrutura (SUTEC/CJF) e da Secretaria-Geral do CJF.

Fonte: CJF

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Digite para buscar e pressione enter